quarta-feira, agosto 13, 2008

Falsificações democráticas

Dislates de imprensa (10)

Pequim falsificou cerimónia de abertura dos Jogos

Título do DN de 13 de Agosto de 2008

A China é uma ditadura. Apesar de haver actualmente em alguns órgãos de comunicação, especialmente nas televisões, "olhares" de felicidade porque a China já conquistou mais medalhas do que os EUA (o que na estrita realidade nem é verdade, mas demonstra o provincianismo e o anti-americanismo primário que continua a imperar na Europa, mesmo com Obama), a China é apenas democracia de nome, como todos os países socialistas, que continua a ser uma ditadura e, portanto, não é de admirar que falsifique o que quer que seja.

Mais estranho deveria ser que numa democracia verdadeira se falsifiquem e encenem situações com fins propagandisticos. Foi o que Sócrates fez em 2007 quando utilizou meninos, sem idade para trabalhar mas a serem pagos 30 euros por cabeça, na apresentação do Plano Tecnológico da Educação. Tudo contratado a uma empresa de imagem mas que os telejornais e os jornais divulgaram como se tratasse de uma sala de aulas real e não virtual. O DN, na altura, não ficou muito impressionado com o que Sócrates anda a aprender com os seus amigos ditadores. É a imprensa que temos.

Etiquetas:

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Resquícios do doutrinário Saramago??

8/13/2008 12:39 da tarde  
Anonymous rpa said...

Parece!

8/13/2008 2:13 da tarde  
Blogger L. Rodrigues said...

Hmm:
Republica Popular da China.

Onde é que está "Democrata" no nome?

De qualquer modo acho isto tudo uma empolação rídicula:
É um espectáculo de abertura.
O ênfase é "espectáculo".

Falsificado era se eles fizessem uma cerimónia de abertura que não abrisse de facto os Jogos. Eles abriram. Prontos.

8/14/2008 4:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br