sexta-feira, junho 27, 2008

para memória futura

Ainda ao abrigo dos resultados de um referendo que visava, segundo os promotores da "iniciativa", acabar com abortos de vão de escada e com os julgamentos de mulheres que abortam, o Estado decidiu agora, para efeitos de concessão de subsídio de maternidade - repito - subsídio de maternidade, equiparar quem opta por ter o filho com quem opta por não tê-lo, eliminando-o. É isso mesmo que faz o DL ontem publicado:
"O subsídio social de maternidade é garantido às mulheres nas situações de parto de nado -vivo ou morto, de aborto espontâneo, de interrupção voluntária da gravidez nos termos do artigo 142.º do Código Penal ou de risco clínico para a grávida ou nascituro."
Salvaguardando a hipótese de se tratar de um mero lapso ou de incompetência do legislador, o que mais impressiona não é a assinatura do sr. José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa, mas sim a promulgação sem mais do sr. Aníbal Cavaco Silva. Fica, pois, aqui o registo para memória futura para que eu não me esqueça quando for novamente chamado a votar a eleger o presidente da república. É que podem ter a certeza que não me enganam 2.ª vez.

4 Comments:

Blogger ZMD said...

Já somos dois...

Se continua assim, o Rui ainda acaba monárquico...

6/27/2008 10:12 da manhã  
Blogger Rui Castro said...

Zé Maria,
Não exageremos...
Abraço

6/27/2008 10:16 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

O Zé Maria não exagera. Chegará o tempo em que vais abrir os olhos... Beijo. Mafalda

6/27/2008 1:25 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eu tb não voto outra vez no Aníbal!

Mas espero que haja alternativa, porque no Alegre tb não voto.

Nunca sei se o branco é opção...
Inês

6/27/2008 3:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br