quarta-feira, maio 14, 2008

Desacordos ortográficos

Opressão socialista (33)

Na próxima 6ª feira vota-se a alteração ao acordo ortográfico para a língua portuguesa. Trata-se, na sua essência, de um debate sem conteúdo. Exemplar é a crónica de hoje de Rui Tavares, no Público. Consegue encher três colunas sem dizer porque razão concorda com o acordo, apesar de intitular a referida crónica "Uma boa decisão". Limita-se a referir clichés entre os quais se encontra o extraordinário "Sem o acordo ortográfico o Mundo acabaria por seguir naturalmente a norma brasileira, considerando o crescente peso demográfico e económico do Brasil". Isso aconteceria porque Rui Tavares quer. Mas como Rui Tavares é mais uma "luminária" que enche as páginas dos jornais, assine-se o acordo. São estes debates pífios, pagos pelo Eng. Belmiro e outros que tais, e indirectamente por nós, que animam as hostes lusitanas e as fazem esquecer das agruras do dia-a-dia.

Eu manifestei-me contra o acordo porque não vou em aberrações socialistas e escrevo e escreverei como me ensinaram, não como a maioria socialista quer. Se também o quiser fazer vote aqui.

Etiquetas: ,

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Deduzo das suas palavras que é um feroz defensor da língua, não é? Que tal se começasse por lhe dar melhor tratamento? "E a transicção para a democracia não começou e acabou a 25 de Abril. ", ao menos não dê erros ortográficos

5/14/2008 4:16 da tarde  
Anonymous rpa said...

Identifique-se, caro anónimo, e falarei consigo.

5/14/2008 5:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

José Silva ao seu dispôr

5/14/2008 8:37 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sinceramente, não encontro um mau tratamento da Língua Portuguesa por parte de rpa.
Outrossim, o Português está muito mal tratado pelo anónimo (José Silva?).

Nuno

5/15/2008 7:20 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br