sábado, março 15, 2008

1000 contos de reis

A fechar o programa, antecipando a 1.ª página do Expresso de amanhã, é lida a caixa de uma das notícias. Ao que parece, Abel Pinheiro afirma ter dado 1.000 contos a Pacheco Pereira na campanha de 1989, em que este foi condenado. Contactado pelo jornal, Pacheco terá negado terminantemente. Fica-me uma dúvida. O relevo que se dá à oferta, em primeira linha o Abel Pinheiro e depois o próprio Pacheco, ao negá-lo com tamanha veemência, só pode significar que a dádiva teria intenções menos próprias. E aqui somos reconduzidos ao problema de sempre - o financiamento dos partidos. Para quando a moralização do sistema?

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Quem é que foi condenado? Não se percebe.

3/15/2008 12:57 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ora aqui está mais uma confusão do caraças...
(Com pontinho.)
.

3/16/2008 7:14 da manhã  
Anonymous Anão maldito said...

Já disse noutro lado: se o Abelzinho disse que deu e o Pacheco garante que não recebeu,será que foi o intermediário - o Júdice,que na altura ainda não era rico... - a abotoar-se com as massas?

3/16/2008 7:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br