quarta-feira, fevereiro 13, 2008

Evolução canciana ou a continuação da revelação

Perante isto:

Comentário de Fernanda Câncio Data: 13 Fevereiro 2008, 19:51
o que eu adoro mais é essa ideia de que defender a legalização do aborto até às dez semanas significa negar que é possível continuar a haver miúdas de 19 anos que abortam aos cinco meses com comprimidos ‘dados’ por uma colega de dormitório (a ser verdade a história que corre nos jornais). speaking about falta de capacidade de leitura — da realidade, neste caso. e nesse caso não há dicionários que acudam.quanto à existência de crime, que fique claro — o comportamento da rapariga é criminalizável. suponho que haverá inquérito e eventualmente processo. qual é a dúvida? a lei é, julgo, clara — lá está, dicionários dão jeito (desde que não se abuse, mas cada um tem o seu poison).

Apetece-me dizer isto:

Passado um ano, segundo o comentário da Fernanda Câncio, investigar criminalmente uma mulher que abortou, sujeitá-la a um julgamento e puni-la pelo seu acto não é desunamo.
Passado um ano, para a jornalista que se dedicou amiúde ao relato de casos “verídicos”, as histórias divulgadas pelo jornal onde trabalha podem não ser verdadeiras.
Pasme-se, mas foi ela quem o disse. Pena que continue sem perceber que a clareza da lei é postulado positivista há muito superado. Pena que continue sem reconhecer que baseou, outrora, o seu argumentário em falácias.

4 Comments:

Anonymous rpa said...

Água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Pode ser que funcione com a câncioneira.

2/13/2008 10:44 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A Fernanda Câncio deve deleitar-se com a atenção que os IV lhe dão!

2/14/2008 12:09 da manhã  
Anonymous rpa said...

Caro anónimo,

Nós aqui somos muito amigos do próximo. Mesmo quando não somos correspondidos.

2/14/2008 9:41 da manhã  
Blogger Luis Rainha said...

Não vê mesmo a diferença? Antes, quem queria abortar tinha de o fazer em ilegalidade e com frequente risco de vida. A maior parte das vezes fazia-o obrigada pelas suas circunstâncias. E tudo isto era verdade para abortos aos 5 dias de gravidez ou aos 5 meses.
Agora, desapareceram muitas das desculpas para abortos clandestinos e tardios. Quem não aproveita a ampla janela oferecida pela lei, coloca-se fora desta. Com as consequências previsíveis.
O que tem isto de "desunano"?

2/14/2008 11:49 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br