domingo, dezembro 16, 2007

Mais tratado e mais mentira ...

Rapto da Europa (14)

“Eles (líderes da UE) decidiram que o documento (Trartado Reformador) deve ser de difícil leitura. Se é de difícil leitura não é constitucional, de acordo com a percepção dominante. Se o conseguisse entender à primeira leitura poderia haver algumas razões para um referendo, porque significaria que havia algo de novo”

Giuliano Amato (antigo primeiro-ministro italiano)

in Euobserver.com, 16 de Julho de 2007

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Sr.Giuliano Amato, quando o verbo haver é sinónimo de existir só se utiliza a 3.ª pessoa do singular!

12/17/2007 8:37 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

poderiam haver ???

12/17/2007 9:14 da manhã  
Blogger RICARDO PINHEIRO ALVES said...

O Sr. Giuliano Amato vai corrigir!

12/17/2007 10:11 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br