quarta-feira, setembro 12, 2007

Prioridades vs. propaganda

Hoje, no dia oficial de abertura do ano lectivo, estão nada mais-nada menos que 21 membros do Governo espalhados pelas escolas deste país a entregar computadores.
Já não há dinheiro nem para pagar o serviço de entrega ou não têm mais nada que fazer?
Parece que, desta forma, aproveitavam para conversar com alunos e professores.
Desculpe...? Para conversar? Assim estilo pôr a fofoca em dia? Ou estará o Sec. Estado do Tesouro (por exemplo) em reunião de trabalho com a Directora da Escola Básica do 1º Ciclo de Barca de Alva (por exemplo)?
Depois de ter ouvido ontem o PM a perguntar a um aluno de Resende "tás porreiro?", prevejo o pior para os alunos com esta descarada acção de propaganda.
Mas o PM diz que não, não é propaganda. "Estamos apenas a cumprir o nosso dever e quem cumpre o seu dever não está a fazer propaganda. A prioridade dada à Educação vê-se pela presença do Governo para assinalar este dia", diz o PM. Claro, vê-se por isso e por umas centenas de outras medidas, quiçá prioritárias em relação a esta.
Eu já nem discuto o plano em si, até porque não conheço o suficiente. Mas a avaliar pelo que disse uma aluna de Oeiras, que recebeu um portátil - "eu já tinha um computador fixo, mas um portátil é melhor. Dá para ir para a cama e ficar um bocado na net antes de adormecer. Para trabalhar é melhor o fixo, este é mais para falar com os amigos" (in Sapo) - alguma coisa não está correcta.
Esta mania socialista de tratar de forma igual o que é diferente é desconcertante! Percebam, de uma vez por todas, que somos todos diferentes!

1 Comments:

Blogger nuno pombo said...

Joana, este post faz-me lembrar um episódio passado com o presidente da vossa república (Dr. Sampaio): quando foi falar às criancinhas do que tinha sido o 25 de Abril disse: "É que antes, se a gente estivesse a ter esta conversa, apanhava porrada". Tás a ver? é porreiro, não é?

9/13/2007 3:39 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br