segunda-feira, agosto 20, 2007

prec ecológico

O Ecotopia - encontro internacional que decorre em Aljezur e de onde saíram jovens que participaram na destruição de um hectare de milho transgénico, numa herdade em Silves - é apoiado pelo Instituto Português da Juventude (IPJ). No portal http/juventude.gov.pt, está destacado na agenda de eventos, na categoria de formação e educação. "19.ª Edição do Ecotopia: é ecológico e é um acampamento internacional! Participa!", aconselha a página destinada aos jovens. (dn)

3 Comments:

Blogger Afonso Reis Cabral said...

O comunicado emitido ontem sobre a destruição do milho transgénico, apoiando a actuação da GNR, desapareceu do sítio oficial do MAI. Gostaria de pensar que se trata de um erro técnico, mas não me parece. Por mais que procure não encontro e o link que há poucas horas estabeleci já não funciona.
O MAI já não apoia a GNR?
http://www.mai.gov.pt/actualidades_d.asp?id=241

8/20/2007 7:43 da tarde  
Blogger TPestana said...

De realçar ainda que, nos sites dos partidos, apenas o CDS menciona esta invasão como uma notícia relevante.

O PSD vem omitir de todo a notícia, parece que só está preocupado com o facto do governo ter publicitado a reunião.

No PCP NADA, destroiem uma parte da terra, da terra de quem a trabalha, e os comunistas fazem tábua rasa, realçando temas importantes como o descontentamento dos trabalhadores da TAP.

O BE, escondido na sua vergonha, realça apenas que o Governo deve revogar o DL que regula os transgénicos... Estes não foram os mesmos senhores que ficaram indignados com o facto de Alberto João não aplicar a lei do Aborto na Madeira por omissão? não disseram que era um atentado ao Estado de Direito? Neste caso, não é apenas uma questão de omissão, mas sim de uma acção nitidamente violadora da lei.

Para os BE's a lei só deve ser respeitada quando eles entendem que deve ser... o problema é que "eles" continuam a representar uma pequena percentagem da população portuguesa... enfim, parece que os Bloquistas Trotksistas têm uma noção muito particular de democracia, talvez porque nunca foram, nem nunca serão, verdadeiramente democratas....

8/21/2007 10:24 da manhã  
Blogger José Luís Malaquias said...

É juridicamente duvidoso que a plantação de transgénicos em Portugal seja legal, visto que viola disposições comunitárias.
De todas as formas, a comparação de TPestana não é absolutamente correcta. Eu sou contra os transgénicos e sou contra o aborto. No entanto, o aborto foi alvo de dois referendos. Num, venceu o não e o aborto continuou a ser proibido. No outro venceu o sim e foi legalizado, respeitando a vontade popular, com a qual eu não concordo mas que tenho de respeitar. No caso dos transgénicos, um referendo proibiria de imediato a sua plantação, visto que a esmagadora maioria da população está contra. Por isso, a lei dos transgénicos, além de ter uma eficácia duvidosa está moralmente errada porque vai contra a vontade da esmagadora maioria dos portugueses. Por isso, se têm dúvidas, realizem um referendo sobre a matéria e verão de que lado está a razão neste caso.

8/21/2007 2:33 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br