sexta-feira, junho 15, 2007

ensaio sobre a má fé

O Daniel Oliveira que tem vindo a "socialdemocratizar-se" não resistiu e mostrou o que ainda é (na realidade). Como não poderia deixar de ser, tudo o que está a acontecer na faixa de gaza é culpa dos israelitas. O Daniel acha que a visita que fez ao território lhe dá conhecimento de causa para afirmar as maiores barbaridades sem pestanejar (no caso, sem que a mão lhe trema enquanto escreve). Parece-me óbvio, por muita culpa que Israel possa ter na forma como tem gerido a crise no Médio Oriente, que o que está a acontecer neste momento na faixa de gaza é em grande medida imputável ao radicalismo islâmico, que tem como uma das suas principais bandeiras a destruição do Estado de Israel. Negar as evidências e continuar a desculpar os radicais por tudo o que têm feito para obstaculizar o processo de paz na região revela uma imensa má fé que apenas serve para alimentar velhos ódios e perpetuar fracassos negociais. Shame on you mr. Oliveira.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ó Rui, já não estás a dizer coisa com coisa.

Nuno

6/15/2007 6:51 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Nuno anterior não sou eu...

...o que está a acontecer neste momento na faixa de gaza é em grande medida imputável ao radicalismo islâmico, que tem como uma das suas principais bandeiras a destruição do Estado de Israel...

Rui Castro, não pretendo corrigi-lo. Apenas me parece que o que está a acontecer se deve não em grande medida mas exclusivamente ao islamismo.

Nuno

6/16/2007 5:00 da manhã  
Anonymous commonsense said...

Não existe o verbo «obstaculizar»: criar obstáculos diz-se «obstar».
No restante, concordo com quase tudo... ou quase concordo com tudo. A política da desculpabilização é a outra face da política da vitimização. De qualquer modo, parece-me inútil o «blame game». É melhor encontrar soluções. Mas tal só sucederá quando vários governantes que por aí andam deixarem de o ser. Vai ser difícil e, sobretudo, demorado. Entretanto vai tudo continuar de mal a pior. Concordo: Israel é a mais inocente e a maior vítima de um amigo pouco inteligente e demasiadamente metediço.

6/17/2007 11:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br