terça-feira, fevereiro 13, 2007

Pois é... Quem é que enganou os Portugueses?

"Assim, consideram que a mulher deveria ter acesso a aconselhamento médico sobre as implicações da sua opção e ser acompanhada e orientada, de modo não directivo, na reflexão sobre a decisão a tomar". http://sim-referendo.blogspot.com/2007/02/psiquiatras-pelo-sim.html Daniel Oliveira

"Por isso, no caso de o Sim ganhar, a futura introdução de um mecanismo de aconselhamento prévio não é contrária ao comando referendário" http://sim-referendo.blogspot.com/2007/02/um-compromisso-no-uma-adeso.html Pedro Lomba

«A lei deve prever um período de reflexão que assegure que a decisão da mulher - que sempre deve prevalecer - seja uma decisão ponderada e reflectida e não fruto de um qualquer desespero momentâneo» José Sócrates

Têm a palavra os que andaram a enganar o povo.

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

vossas exas não sabem mm ler, pois não? um período de aconselhamente irá existir, pode ou não ser obrigatório.

2/14/2007 11:15 da manhã  
Anonymous José said...

Ao não ser obrigatório abre uma porta escancarada para os abusos do sistema e continuação da ignorância em relação a todas as ajudas possíveis... Abre-se uma porta para a liberalização selvagem do aborto, para a banalização da morte de uma vida, quer se considere que esta vida tem direitos ou não!

2/14/2007 2:49 da tarde  
Anonymous MJP said...

Nunca tive dúvidas que não haveria aconselhamento porque seria contraditório com parte da pergunta referendada: por opção da mulher.
Nunca percebi como tanta gente acreditou em "palpites eleitoralistas".
Engraçado como alguns "sins" se mostraram positivamente surpreendidos (na TV) com a questão do aconselhamento, como se não fosse assim nos países "verdadeiramente modernos".
Já passou! Estou por tudo e continuo à espera do toque mágico em que as 10 semanas se convertem em 12. Haverá uma qualquer comissão de "especialistas" que vai chegar à conclusão "mais científica". Afinal até houve consenso que seria injusto a mulher ser presa às 10 semanas e 1 dia!
Não acredito numa só palavra de bárbaros do sec. XXI

2/15/2007 1:29 da manhã  
Anonymous Daniel Oliveira said...

1. A frase que citou não é aminha, é dos Psiquiatras pelo Sim.
2. Defender aconselhamento não é defender comissões obrigatórias. Se ler o meu último post verá que mantenho exactamente a mesma posição.

PS: É feio atribuir a uns frases que são dos outros. Estou seguro que fará a devida correcção.

2/16/2007 6:39 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br