quinta-feira, janeiro 18, 2007

Ser senhora!

A blogosfera anda povoada de homens e mulheres para todos os gostos.
No que às segundas diz respeito, constato que há umas que não conseguem perceber a subtil diferença entre ser uma senhora e um clone de rameira. É pena! Dão-nos má fama!

29 Comments:

Blogger L. Rodrigues said...

Má fama às senhoras ou aos clones de rameira?

1/18/2007 4:38 da tarde  
Blogger Mafalda said...

Às senhoras, que os clones são as outras...

1/18/2007 4:39 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

ó rodrigues, és um bocado ordinário, pá!

1/18/2007 7:24 da tarde  
Blogger L. Rodrigues said...

Ordinário eu? Não creio, apenas gosto de perceber bem o que leio.
E acho que a resposta realmente certa à minha pergunta seria "às mulheres".

1/18/2007 9:54 da tarde  
Blogger jorge lima said...

Mafalda:

Reparei há pouco no BdN que se espantou por eu ter dito que a mulher do Rititi escrevia bem. Respondo-lhe aqui no recato dos Incontinentes. Realmente, acho que ela tem graça, no encadear das baboseiras que diz. Acho graça portanto apenas à forma, é claro. E registo a originalidade de ser tão espevitada num país tão cinzentinho e tão igual. E o grande teste é este (bom, para mim, é claro...): as colunas dos jornais e revistas estão cheias de clones de rameiras, e mesmo de rameiras originais, e nehuma me faz rir como esta fez...

1/19/2007 12:22 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Chesterton dizia: "É claro que as mulheres são diferentes, é por isso que tirámos o chapeu para as cumprimentar" (mais coisa, menos coisa)

Deixe-me que lhe diga Mafalda, que se ussa-se chapéu teria tdo o gosto em tirar-lo para lhe falar...

1/19/2007 2:26 da manhã  
Blogger Mafalda said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

1/19/2007 2:03 da tarde  
Blogger Mafalda said...

Meu caro Jorge,

entendo o que diz. Eu não gosto de cinzentismo. Adoro dar uma boa gargalhada e acho que o sentido de humor é uma qualidade a cultivar.
Simplesmente, no caso da Rititi (sim, o recato dos incontinentes verbais é muito melhor), não acho que ela seja quer original, quer engraçada.
Vejo-a como uma feminista rebarbativa que nem sabe o que é ser mulher. Acha que por dizer meia dúzia de asneiras é muito moderna, independente e superior. Eu acho-a mal educada. Pior do que isso. Acho-a equivocada quanto à essência do ser feminino. Sou mulher, trabalho fora de casa e, tendo uma inata falta de jeito para trabalhos manuais, nem meias sei coser. Mas não sou, nem quero ser igual a um homem. Uma mulher não se senta de pernas abertas. Por uma lógica semelhante, uma mulher, que saiba ser senhora, não diz asneiras.
Quando passo juntamente com um homem por uma porta, ele dá-me passagem.
São pequeninas coisas que as pessoas, com profunda confusão mental, não percebem.
Mas também não faço questão de que percebam. Cada um comporta-se como quer.

Já agora e para que não haja confusões. O meu pequeno texto não era dedicado a essa blogger cujo nome me lembra o Tinoni e Companhia... Era um desabafo a meio de uma tarde de trabalho.

Um beijinho

1/19/2007 2:04 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Então uma senhora é alguém que foge à discussão inicial (no blog do não) e vem para outro blog chamar clone de rameira às outras mulheres???
Estou esclarecida, Mafalda!

Mazinha / Teresa

1/19/2007 2:11 da tarde  
Anonymous FuckItAll said...

Mas não tem importância, eu clono-me para aqui. Gostava de compreender a parte do clone (clone de quem?!); a parte da rameira, a Mafalda saberá qual os termos em que gosta de discutir ideias.
Por mim, faça o favor de continuar a destapar a careca puritano-moralista. Mas faça-o menos às escondidas... O Sim agradece.

1/19/2007 2:57 da tarde  
Blogger FuckItAll said...

Ah: e famas, cada um veste as que quer.

1/19/2007 3:01 da tarde  
Blogger marta said...

Só tenho pena que a Mafalda que conheci, engraçada, com humor, a dizer asneiras, tenha dado nisto.
Até o humor desapareceu Mafalda!
Dizer asneiras faz com que não se seja uma senhora Mafalda?
Que pena Mafalda, que pena!

1/19/2007 4:28 da tarde  
Blogger jorge lima said...

Mafalda, eu também não adormeço a pensar na verve da senhora Rititi (e, oops, pensava que era a ela que se referia.

Teresa; não seja mazinha!

Fuckitall: o seu nome diz tudo.

Mafalda outra vez: mas quem é que esta malta pensa que é, para nos entrar assim pela porta adentro? Se calhar pensam que queremos subir no ranking das audiências, ou assim...

1/19/2007 4:34 da tarde  
Blogger FuckItAll said...

Jorge,

O meu nick diz imenso, sobretudo acerca das pessoas que a ele reagem. O meu nome, se prefere, é Inês.

E porque, apesar de não ser uma senhora, me recuso a conversar de "rameira" em diante, retiro-me.

1/19/2007 5:00 da tarde  
Blogger BLUESMILE said...

"Sou mulher, trabalho fora de casa e, tendo uma inata falta de jeito para trabalhos manuais, nem meias sei coser. "

É grave, é muito grave. Uma verdadeira mulher, pois não dispensa o seu tricozito, o seu piqueno naperon de crochet, o seu jeitinho de mãos não para aquelas piquenas coisas domésticas mais refinadas, aquele toque feminino imprescindível na decoração do lar...
E mais, a habilidade manual aplicada ás tarefas domésticas é algo de inato e pertence á essência do ser feminino.

Parece-me que as rameiras partilham com a dona mafalda esta confessada faltita de jeito para as lides domésticas e afins. Também elas preferem , como a dona mafalda, "trabalhar fora de casa"...
Por isso, talvez partilhem a tal essência do feminino de que falava e diz conhecer em profundidade..

Diz ainda a kida mafalda que o que distingue uma senhora de um senhor é o acto de fechar ou não as pernas... Com sua licença, conheço imensas senhoras que têm algumas dificuldades em fechar as pernas, sentadas ou não.

Por uma lógica semelhante, uma mulher, que saiba ser senhora, não diz asneiras. Ora chamar rameira a outra senhora, é uma asneira de bas-fond e parece-me digno de uma rameira, se me permite a vulgaridade, neste tão distinto espaço onde a intelectualidade ofusca.

1/19/2007 5:05 da tarde  
Blogger Mafalda said...

Jorge,

de facto, não me estava a referir a ninguém em especial.
Para lhe explicar (merece-o), posso dizer-lhe que a frase resulta mais de uma conversa tida com um amigo do que propriamente da necessidade de dizer mal de quem quer que seja escondida. Até porque se há alguém com fama de contestatária no blogue do não...
Mas sabe... elas adoram-nos. Até vão ter saudades nossas depois do 11 de Fevereiro (lembrei-me agora que a data 11 não costuma trazer nada de bom. Vamos inverter a tendência!)

1/19/2007 5:07 da tarde  
Blogger BLUESMILE said...

Duvido, kida.

1/19/2007 5:16 da tarde  
Blogger jorge lima said...

Cara Inês (não sei porquê, mas desconfio de que ainda está por aí....)

O nick que escolheu, Fuckitall, tem um conteúdo semântico incontornável. (Já não indo ao ponto de o traduzir para português...). Dê-me por isso o direito de ficar de pé atrás com alguém (julgava que fosse um ele, mas isso não vem ao caso) que o usa. Se quem o usa, ainda por cima, é desnecessariamente desagradável com outro alguém, eu chego o pézito ainda mais atrás. Ainda por cima, tenho mixed feelings relativamente ao anonimato. Na minha blogtiqueta, é perfeitamente correcto falar sob anonimato, mas impensável ser desagradável sem dar o nome.
Ora tudo isto para lhe dar razão: um nome desses diz tudo de quem a ele reage.

E pronto, vá aparecendo. Nem sequer tem de dar o dito por não dito. Pode sempre aparecer sob outro nick. Inês, por exemplo.

1/19/2007 5:29 da tarde  
Blogger jorge lima said...

Mafalda: nem se mace com a explicação - nem a rititi nem quem quer que seja merece que se perca mais de 5 minutos com isso.

Quanto ao BdN, partilho contrafeito da sua auto-complacência. Aqui nos Incontinentes que ninguém nos ouve, sinto que eles adoram-nos. Ou pelo menos, que adoram odiar-nos. Indiferentes é que nunca. Tou consigo.

1/19/2007 5:33 da tarde  
Blogger jorge lima said...

Adenda:

amigodaonça, fuckitall, bluesmile, daniel oliveira, maiquelnaite (e muitos outros - peço desculpa pelos que não mencionei). Não acha, cara Mafalda, que estes nossos oponentes no Bdn já fazem parte da nossa família alargada, tipo primos afastados? Eu por mim, já não conseguia viver sem eles...

1/19/2007 5:40 da tarde  
Blogger Mafalda said...

Jorge,
a explicação era para si. Não para ela.
Quanto à família alargada, meu caro, deixe-me que discorde.
E mais um pormenor. Não coloco todas essas pessoas no mesmo saco. Por mais que discorde do Daniel Oliveira e da sua ideologia (em relação ao aborto e a tudo o resto), ele dá a cara, assina os seus textos. O maiquelnaite, com maior ou menor acutilância, tenta ser objectivo nos seus argumentos. A certa altura confesso que deixei de ler a troca de comentários entre ele e o Joaquim Amado Lopes,mas penso que deve ter mantido o mesmo registo do início.
Quanto à Bluesmile, à Fuckitall limitam-se a insultar. E o amigo da onça deve ser uma espécie de vírus informático, não?

1/19/2007 5:55 da tarde  
Blogger jorge lima said...

Ó Mafalda, tenho uma dificuldade quando falo com juristas - o que acontece com frequência: é que levam-me sempre a sério, quando «eu, em 95% do tempo, estou a dizer imbecilidades da boca para fora só para fazer chegar mais depressa o fim do dia/semana» (desculpe as aspas, mas é para facilitar ao amigodaonça retirar a citação e pespegá-la no BdN).
Claro que o Daniel Oliveira tem outro nível e, sobretudo, dá a cara. E diz o Rui que, pessoalmente, é bastante agradável.
E pronto, não preciso de dizer mais imbecilidades. Chegou o fds! Vou passar uma parte a trabalhar, mas isso agora não interessa nada. Bom fds!

1/19/2007 6:09 da tarde  
Blogger Vito said...

Estou a ver que perdi uma tarde animada.
Então a minha amiga Fuckitall passou por aqui e não me deixa sequer um cumprimento? Magoei...
E a bluesmile... há quanto tempo a não lia! Espero que a partir de dia 11 passe a ser yellowsmile e que continue a vir aqui pois é sempre benvinda (desde que não seja desagradável...).
Faltou ainda a mazinha (que não é flor que se cheire e o f gomes que é um grande anti-clerical).
Tenho passado uma rica semana a trocar argumentos com estes senhores no blog do pedro almeida -furaconinhas - que, como o nome indica, é um local de habitual passagem de todas estas senhoras (porque são uns furacões da pior espécie, claro está).
Bom fds a todos e cá nos encontramos para a semana.
P.S. Jorge, parabéns pelos cartazes que estão muito bons!

1/19/2007 7:17 da tarde  
Blogger Mazinha said...

Que giro... vocês insinuam que nós somos umas rameiras... e nós é que somos malcriadas.... com a vossa educação posso eu bem!
O Vito tem-me apelidado de radical para baixo apenas porque sou a favor do sim, mas diga lá onde é que eu escrevi frases depreciativas acerca do seu carácter. Porque uma coisa é discordar das ideias, outra é insinuar que o interlocutor não é pessoa de bem. Mas enfim, cada um mostra a educação que recebeu.

Quanto às asneiras: Mafalda, aqui no Minho é perfeitamente normal uma senhora dizer “fo… pra isto”. Já chamar rameiras às outras mulheres, é coisa de gente baixa. Porque a primeira exprime expressão apenas desagrado, cansaço. A segunda exprime um juízo de valor que quem se acha moralmente superior.
Mas enfim, eu percebo que não compreenda…no seu mundo não se dizem “asneiras”, mas insultam-se as pessoas com palavras “educadas”. Grandes senhores e senhoras vocês me saíram…

1/20/2007 10:37 da manhã  
Blogger jorge lima said...

Mazinha: calminha aí, que eu não lhe chamei rameira, e a Mafalda também não! Agora, se aceitarmos o discurso figurado, pode ser-se rameira sem se comercializar o sexo. E no caso da Rititi, que nem sequer era a quem a Mafalda se referia, mas que refiro eu agiora, eu não a conheço e até já confessei aí atrás que me ri com o que ela escreve, e escreve bem, mas convenhamos que a mocinha se põe bastante a jeito. Quanto às asneiras, são como as anedotas - depende como se contam. Eu sou bastante apreciador do Minho, onde tenho toneladas de amigos, e estou habituado a ver muita mãe virtuosa assomar à janela e gritar para o filho: «Anda cá, filho da puta!» Tudo vai da intenção...

1/20/2007 4:08 da tarde  
Blogger Mazinha said...

Não falei de si.
Falei do Vito que tem feito referências pouco abonatórias acerca do meu carácter em mais do que um blog. Mesmo aí em cima diz que "não sou flor que cheire".
E no geral, os do não têm apelidado as mulheres que são a favor do Sim de desleixadas, irresponsáveis, egoístas e sei lá bem que mais.
Isto sim, é juízo de valor, digam vocês o que disserem.
Quanto à divisão da Mafalda entre "senhoras" e "clones de rameiras"... olhe, é tão patética que só mostra o mundinho reduzido onde vive.

A Fuckitall não precisa de mim para a defender. Mas vá ver as insinuações que fazem à conta de um simples nick... espelha bem a limitação dos intervenientes do blog do não, onde esta discussão começou.

(se bem que acho que vocês percebem fuckthemall em vez de fuckitall...)

1/21/2007 3:08 da tarde  
Blogger jorge lima said...

Não, Mazinha, não percebo Fuckthemall nem sequer Fuckusall em vez de Fuckitall. E só acuso o toque, como já disse atrás, de quem é desnecessariamente desagradável a coberto do anonimato. E olhe, esta estatística é difícil de fazer, mas parece-me que, em termos de respeito pelo interlocutor, não sendo nós anjinhos papudos, mas acho que nos temos portado um pixelzito melhor. Pelo menos damos o nome.

1/21/2007 4:54 da tarde  
Blogger Mazinha said...

O meu nome é Teresa Costa. De nada lhe serve esta informação uma vez que não sou famosa. Acho piada à vossa necessidade de nomes reais... quem me garante que o Jorge não se chama Luís ou Pedro? Ninguém. Gosto de ler algumas pessoas, se aquele nick corresponde ou não ao nome real, é-me indiferente...
Reagir sem pensar a um nick e não àquilo que está escrito, parace-me infantil.

1/22/2007 11:53 da manhã  
Blogger jorge lima said...

OK, Mazinha:

- «desnecessariamente desagradável a coberto do anonimato» não se aplicava minimamente a si, mas levei-a a pensar isso. mea culpa.

- eu sou mesmo jorge lima. encontra o meu nome nos autores do Blogue do Não.

- tenho reagido ao que está escrito, e não tanto ao nick, com possíveis excepções no calor da discussão...

1/22/2007 5:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br