terça-feira, janeiro 09, 2007

OS MEDIA

Consta que pelas 11h da manhã de dia 1 de Janeiro um canal nacional transmitia o enforcamento de Saddam Hussein, com comentários de fundo em tom entusiasta. Certamente não terá sido o único a fazê-lo, neste ou em outro horário, neste ou em outro tom.
Se a cultura daquele povo admite e promove enforcamentos com direito a assistência, bem ao estilo medieval, como se vê nos filmes, é lá com eles. O que já não é só com "eles" é o comportamento das televisões, para as quais por audiências, que se transformam em "pilim", vale tudo!
Por que carga de água é que me têm que entrar pela casa adentro aquelas imagens? Pois, bem sei, posso sempre mudar de canal, e mudar outra vez, e outra vez, até aterrar no Panda, ou em qualquer outro canal supostamente inofensivo.
Então e as crianças? É que o dia de Ano Novo é feriado, as crianças estão em casa, às 11h estão acordadas e é muito natural que liguem a televisão à procura de desenhos animados. E, perante aquelas imagens e dependendo da idade, podem não ligar nenhuma e nem perceber do que se trata, ou quererem satisfazer a sua curiosidade e ficar a ver.
Será que não há por aí nenhuma autoridade que regule esta matéria?
Se calhar têm medo de ser acusados de censura. Se existisse, talvez tivesse evitado que já se contassem 7 crianças pelo mundo fora que morreram quando imitavam o enforcamento do ditador. Foi esta a notícia que me despertou, e chocou, esta manhã. Triste começo de dia...

2 Comments:

Blogger Isabel-F. said...

"...
Se existisse, talvez tivesse evitado que já se contassem 7 crianças pelo mundo fora que morreram quando imitavam o enforcamento do ditador. Foi esta a notícia que me despertou, e chocou, esta manhã. Triste começo de dia...
"

Não sabia.
Fiquei chocada.

1/09/2007 3:44 da tarde  
Blogger Pedro Correia said...

Aplaudo quanto aqui foi escrito.

1/10/2007 12:04 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br