terça-feira, janeiro 02, 2007

Nectar dos Deuses

Esta passagem de ano foi divinal.

Rodeado de excelentes amigos, brindado com manjares celestes e regado por néctares dignos de Baco, deixou antever um excelente ano de 2007.

Até o Presidente já começou a mandar mensagens para o Governo para que se comecem a pôr em sentido...

Mas vamos ao que interessa. No último dia do defunto 2006, fui à Garrafeira do Gourmet do El Corte Inglés. Para quem nunca lá foi, não perca a oportunidade de ver e sonhar com alguns dos melhores vinhos que se conhecem em Portugal.

Nesta viagem à Utopia, decidi comprar um Sauternes 2003, Château St Hélène. Nunca tinha provado este vinho, embora já tivesse ouvido falar dele. É um vinho doce, pelo que poderá ser mais apropriado para após a refeição ou para determinados pratos especiais (como foi o caso).

Se puderem, não percam a oportunidade! Diferente do que estamos habituados, é a prova que ainda há quem faça vinho com uvas.

Esta região de França ganhou mais um adepto e um turista. Se não for este ano, é já no próximo que vou a Bordéus!

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

fascista

1/02/2007 2:24 da tarde  
Blogger hulsenn said...

Estes exibicionismos dos novos-ricos dão cabo de mim. Alguém se lembra de se pavonear com um Sauternes 2003, Château St Hélène!!! Era uma ceia para diabéticos? É que em caso afirmativo, não tomem por favor insulina durante um mês.

1/03/2007 12:50 da manhã  
Anonymous Pintas said...

Não percebo qual é o problema do Anonymous e do Hulsenn.

Confesso que tive o prazer do partilhar do vinho do Vito e embora não seja nada adepto de vinhos doces em geral fiquei rendido. Se calhar sou mesmo fascista e novo rico, só não sei como encaixar nestas minhas categorias o facto de desde então estar a aconselhar a toda a gente que pelo menos uma vez na vida prove um Sauternes. Acho que deve ser o pequeno comunista utópico e igualitário que, dentro de mim, clama por justiça e por uma luta de classes a travar nas vinhas de bordeus.

No fundo tudo volta à Utopia de que o Vito fala no seu post.

1/03/2007 11:13 da manhã  
Blogger hulsenn said...

Eh pá, Pintas, o teu comunismo utópico (sic), que propaga a democratização do néctar gaulês uma vez na vida, faz-me sentir mais próximo dos muçulmanos. Têm fama de intransigentes, mas dão o melhor que têm (Meca) uma vez por ano.

1/03/2007 4:14 da tarde  
Anonymous Pintas said...

É para que vejas, Hulsenn! Eu quero o bem de todos.

Para além disso agradeço que verifiques que eu, apesar de até poder achar isso, ainda não disse que o comunismo como corrente, doutrina, o que lhe queiram chamar, era utopico. Disse apenas que o comunista que vive dentro de mim (assim tipo minimeu) era pequeno, utopico e igualitário.

1/03/2007 5:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br