quarta-feira, março 12, 2008

Intrujices na UE

Rapto da Europa (26)

O Galileo é o sistema de navegação por satélite que a UE tenta lançar para concorrer com o GPS americano. O projecto poderia ser muito bom se fosse feito de uma forma competente e transparente. Mas estas são duas palavras que não são muito do agrado dos euro-burocratas que nos (se?) governam. Os custos da sua implementação já há muito que ultrapassaram o inicialmente estimado, pondo em causa a viabilidade do próprio projecto, e a incompetência, juntamente com as "guerras" entre os "europeistas" (leia-se franceses, alemães e outros que tais), tem dominado as querelas internas. Claro que somos nós, os europeus, que vamos pagar os custos desta incompetência.

Dada as dificuldades financeiras do Galileo, a Comissão Europeia do nosso "amigo" Barroso resolveu utilizar as sondagens que encomenda regularmente no âmbito da sua política de propaganda para justificar a continuação do projecto. E, na sequência da tal sondagem, apresentou números "lancinantes": 80% dos europeus apoiavam o projecto e 63% apoiavam os gastos sem limite que o mesmo representava. Acontece que a mesma sondagem dizia que somente 43% dos inquiridos sabia o que era o Galileo. Mas este número não ficava bem na política de propaganda. Por aqui já podemos ver a validade das sondagens da UE e a instrumentalização de que são alvo. Claro que em Portugal a notícia não passou pois a "censura" não deixou. Mas o «The Economist» recorda esta história na edição de 23 de Fevereiro passado.

Etiquetas:

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

portugal tem demasiados nacional-socialistas. se fossem coerentes mudavam o nome para adolfo e usavam melena (os carecas colocavam capachinho mais ou menos vermelho) e bigodinhos
a corja tornou-se dona do país
PQP

3/12/2008 9:13 da manhã  
Blogger RICARDO PINHEIRO ALVES said...

Ou Jozefes ou Vladimires ...

3/12/2008 9:29 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br