sexta-feira, fevereiro 15, 2008

law and order

O Prof. Jorge Miranda, a pedido da DGS (parece-me), deu um parecer em que considera que a lei do tabaco revogou a lei do jogo, na qual se basearam o presidente da ASAE e o Director Geral de Saúde para defender a tese que ilibava o 1.º relativamente à cigarrilha fumada na madrugada da noite de fim de ano no Casino. O parecer está aqui. Sem discutir novamente o mérito (ou falta dele) da lei do tabaco, resta-me saudar as conclusões do Prof. Jorge Miranda. A lei quando nasce tem de ser efectivamente para todos.

4 Comments:

Blogger Samuel de Paiva Pires said...

Vá lá, desta vez talvez uns animais não sejam uns mais iguais que outros, apesar de todos supostamente iguais...

2/15/2008 4:16 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Pois bem.
O querido Jorge Miranda despejou um parecer. A questão é que ninguém lê aquele Português de doutor em direito quadrado.
Por mim, continuo a jogar, a fumar, a beber e a comer em minha casa ou na de amigos, o que queremos e nos apetece, e sem que ninguém me (nos) chateie - com a vantagem de que é imensamente mais barato. Se recrutamos pessoal além do que temos em casa, terá de suportar o ambiente - necessariamente arejado - como todos nós.
No fim das alegres reuniões, cada um vai de taxi para casa sem a chatice do balão.
Tudo muito mais barato e de muito melhor qualidade.
Estamos a fazer esta experiência há uns meses e os resultados são excelentes.
Quem quiser ir a casinos, aí a coisa fia mais fino e custa um dinheirão.
(Com pontinho.)
.

2/15/2008 8:12 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Leiam o Miguel Sousa Tavares no Expresso de hoje, sobre os mestres emissores de pareceres!

2/16/2008 1:20 da tarde  
Blogger RICARDO PINHEIRO ALVES said...

O MST deve falar com conhecimento de causa. È um mestre emissor de opiniões deficientemente fundamentadas.

2/17/2008 9:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

BlogBlogs.Com.Br